Pesquise aqui o assunto que você procura:

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Em 10 anos, Lula e Dilma emprestaram R$ 20 bilhões a nações bolivarianas e comunistas

A Argentina se livrou do esquerdismo antes do Brasil. Mas, pouco tempo atrás, estava entregue ao bolivarianismo da família Kirchner. E, com isso, nutria da simpatia do petismo, que não se furtava em remeter vultuosas quantias de reais aos cofres das nações vizinhas, desde que compartilhassem da mesma visão de mundo.

Ao lançar a campanha “Vamos tirar o Brasil do vermelho”, o governo Temer enumerou os estragos econômico herdados de Dilma Rousseff e Lula. Todos são revoltantes, mas uns são mais que os outros. Em especial o tópico que aborda os valores investidos pelo BNDES na infraestrutura de outros países. Na cotação de hoje, a farra com o imposto arcado pelo trabalhador brasileiro somou R$ 26,8 bilhões, dos quais 76% foram destinados a Cuba, Angola, Argentina e Venezuela.

Angola deixou oficialmente o socialismo de lado em 1992, diferentemente da Venezuela, que só o adotou no século seguinte. Quanto a Cuba, continua uma ditadura comunista mesmo após a reaproximação com os Estados Unidos. Somada à Argentina bolivariana, receberam com juros subsidiados nada menos do que R$ 20 bilhões dos governos Lula e Dilma, entre 2003 e 2013.

Enquanto isso, a estrutura brasileira segue indecente.

(Fonte: Implicante)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou disso? Comente: